Como saber que o SSD vai falhar

Como saber que o SSD vai falhar? SSDs vêm substituindo os HDs nos computadores, apesar de serem muito mais rápidos, eles não são livres de falhas. Quando menos se espera, ele pode parar de funcionar e você perder tudo que tem gravado. A seguir trazemos algumas dicas do que você pode verificar para saber quando o SSD está começando a pifar e dar tempo de fazer backup dos seus dados.

É preciso alertar que os SSDs possuem limite de ciclos de leitura/gravação, normalmente sua vida útil é de sete anos, podendo chegar a dez. Além disso podem ser vulneráveis à quedas de energia, que corrompem os dados gravados.

Dicas para saber se o SSD vai falhar

Uma das principais maneiras de saber se o SSD está com algum problema é utilizando software próprio para checar a saúde/integridade do SSD. Pois diferente do HD, ele não faz barulho quando tem algo errado. Um dos programas mais utilizados para checar integridade do SSD no Windows é o programa gratuito CrystalDiskInfo (clique em ZIP dentro de “Standard Edition”). Depois que baixar é só descompactar e clicar no “DiskInfo64.exe” (Windows 64-bit), ele não necessita de instalação.

O programa é muito simples, todas as informações aparecem na tela principal. No campo “Status de Saúde” traz o aviso sobre a integridade do seu SSD. Se tudo estiver bem aparecerá “Saudável 100%” (em azul). Também pode aparecer o alerta “Cuidado” (em amarelo, com vida restante de 10%), “Ruim” (em vermelho, com vida restante abaixo do valor limite) ou “Desconhecido” (em cinza).

Como saber que o SSD vai falhar, analisar integridade

Ele dá o alerta de “Cuidado” quando detecta o valor dos setores realocados acima do valor limite, também analisa a contagem de setor offline incorrigível e contagem de setor pendente atual.

Quando aparece o aviso “Cuidado”, não quer dizer necessariamente que ele está morto, mas sim que você deve se prevenir de erros que podem acontecer. Por exemplo, se houver algum setor ruim, um arquivo pode ser salvo neste setor e ficará corrompido, você não conseguirá abrí-lo. Portanto é hora de começar a procurar um SSD novo.

No Windows você também pode verificar a página do fabricante do seu SSD, pois muitos deles disponibilizam software próprio para atualização de firmware e verificação de integridade (um exemplo é a Western Digital que possui o Western Digital Dashboard). Quem utilizar computador Mac ao invés de Windows, um dos softwares mais recomendados é o programa pago DriveDx.

O que mais devo prestar atenção?

Alguns erros que podem indicar que o SSD está pifando e poderá parar:

  • Se aparecer aviso para reparar arquivos do sistema (aparece aviso o PC precisa de reparo);
  • Arquivos que não podem ser lidos ou gravados (devido a setores defeituosos);
  • Aplicativos e programas travando;
  • Erros frequentes ao mover arquivos;
  • Erros frequentes ao ligar o computador.

Notando algum erro deste tipo, rode o software que checa integridade, ele poderá indicar a razão do problema.

É possível verificar a saúde do SSD pelo Prompt de Comando?

No Windows você pode utilizar o recurso S.M.A.R.T. Status (Self-Monitoring, Analysis, and Reporting Technology ou Tecnologia de automonitoramento, análise e relatório), que monitora o SSD na tentatica de detectar falha no disco. Mas atenção! Essa maneira não é tão confiável, pois você só saberá que o SSD está com problemas quando já for quase tarde demais.

Para verificar abra o Prompt de Comando do Windows, digite o comando abaixo e aperte Enter no teclado:

wmic diskdrive get model,status

Se tudo estiver bem aparecerá “Ok” dentro de “Status”. Se aparecer “Pred Fail” (predicted to fail / previsto para falhar) é que a morte do SSD é iminente.

Verificar integridade do SSD Smart Status Prompr de Comando Windows

O Mac também possui este recurso, basta abrir o Utilitário de Disco dentro de /Applications/Utilities/.

Algumas coisas que você pode fazer para evitar problemas com seu SSD, evite temperaturas muito altas, pois elas estragam o hardware do computador. Tenha cuidado com quedas de energia! Além disso sempre libere espaço no SSD, para que ele possa mover dados de blocos defeituosos.

0 Comentários

Deixe um comentário

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.