Como descobrir se SSD é compatível com notebook

Como descobrir se SSD é compatível com notebook? Posso usar qualquer um ou tem modelos que não funcionam? Se você está pensando em trocar o HD do notebook para um SSD ou se está querendo melhorar o SSD do seu notebook, precisa saber qual o tipo de SSD utilizado. Pois, existe o risco de comprar o SSD errado e não conseguir encaixar, ou simplesmente ele não ser compatível com a placa-mãe e não funcionar. A seguir explicamos os principais dados que você vai precisar.

Descobrir se SSD é compatível com notebook

Para verificar a compatibilidade de um SSD com um notebook ou desktop, é preciso verificar a ficha técnica da placa-mãe, o manual do equipamento. Essa ainda é a maneira mais confiável de você descobrir o modelo correto para utilizar.

Caso não tenha mais o manual, você pode verificar o nome do modelo do seu notebook na etiqueta, que costuma ficar na parte debaixo do equipamento. Com o modelo correto em mãos, acesse o site oficial da marca, algumas mais comuns no Brasil:

Digite o modelo do equipamento e faça a busca. Na página de suporte, costuma aparecer o manual para download ou as especificações detalhadas.

Se não encontrar o manual, tente buscar pelo modelo do seu notebook no Google. Existem páginas na web que registram todas as especificações, inclusive se tem suporte ou não para SSD e os tipos suportados.

Como descobrir se SSD é compatível com notebook
Como descobrir se SSD é compatível com notebook

Atualmente os tipos de SSD mais comuns são o SATA (2.5″ ou M.2) ou NVMe (M.2). Alguns notebooks possuem suporte para SSD M.2 SATA mas não suportam SSD M.2 NVMe. Por isso a importância em saber o tipo exato, senão você terá o trabalho em abrir o notebook para descobrir que o SSD não funciona.

Diferença nas velocidades desses tipos de SSDs:

Abaixo a diferença nas entradas dos SSDs M.2 SATA com duas entradas e o M.2 NVMe com apenas uma:

O notebook precisa ter slot M.2 para suportar SSD M.2, verifique este detalhe nas especificações do seu equipamento.

0 Comentários

Deixe um comentário