Posso colocar comida quente na geladeira?

Posso colocar comida quente na geladeira? Tem algum perigo guardar o pote com alimento quente na geladeira? Será que isso estraga a geladeira? A seguir explicamos um pouco sobre guardar alimentos quentes na geladeira, se é preciso esperar algum tempo ou fazer alguma técnica específica.

Tem perigo colocar comida quente na geladeira?

Não tem problema colocar a comida quente direto na geladeira, ela não vai superaquecer e queimar.

De acordo com especialistas, a geladeira está preparada para alimentos quentes, e seu termostato mantém a temperatura segura de 4ºC (quatro graus Celsius) ou menor, quando algum alimento é colocado dentro dela.

O que mais você deve se preocupar é se a comida que está quente irá resfriar rápido suficiente para atingir a temperatura segura quando estiver na geladeira. Por isso o ideal é separar os alimentos quentes em pequenas porções, em pote raso, para que resfrie rapidamente.

Se você fez uma panela grande de arroz, separe em porções pequenas em potes menores antes de colocar na geladeira para refrigerar. O mesmo vale para pedaços de carnes e aves que estejam muito grandes.

Tem perigo colocar comida quente na geladeira?
Tem perigo colocar comida quente na geladeira?

Isso deve ser feito para que a comida seja refrigerada rapidamente e atinja os 4ºC ou menor, antes que as bactérias tenham tempo para crescerem. Bactéricas que causam intoxicação alimentar aparecem e propagam rapidamente no alimento, se o mesmo ficar duas horas ou mais na temperatura ambiente após o cozimento. Em cidades com temperatura acima de 32ºC, as bactéricas começam a aparecer com uma hora na temperatura ambiente.

Uma dica caso você deseje resfriar mais rápido, é colocar o pote de alimento quente dentro de recipiente com banho de gelo ou água fria, antes de refrigerar. Assim ele irá reduzir a temperatura do interior do alimento mais rápido, não correndo risco de propagar bactérias nocivas.

Portanto, não há perigo de colocar alimentos alimente quente na geladeira. Desde que os mesmos atinjam a temperatura segura de 4ºC ou inferior em menos de duas horas.